Anúncio de Cabeçalho

test

João Rodrigues é empossado ao cargo de prefeito de Bom Jardim

Câmara Municipal dá posse ao vice-prefeito conforme determinação da justiça. A posse foi realizada por volta das 15 horas desta segunda-feira (9).

Para João Rodrigues, prefeito em exercício provisório, transparência e responsabilidade é essencial na sua gestão.
Dando cumprimento ao que determinou a justiça, baseado em uma ação que resultando no afastamento do prefeito Francisco Alves de Araújo, a Câmara Municipal Bom Jardim realizou, na tarde desta segunda-feira (09), uma sessão solene extraordinária para dá posse ao vice-prefeito João Rodrigues Fortaleza, que agora ocupa o cargo de prefeito do município.

Para o prefeito em exercício provisório, João Rodrigues, transparência e responsabilidade é essencial na sua gestão. "Eu estou cumprindo uma decisão judiciaria, inclusive, hoje, eu recebi uma intimação para assumir o cargo de prefeito. É uma decisão provisoria que pode valer por um dia, dois, ou uma semana, mas durantes estes dias em que estiver a frente da prefeitura, vou fazer o meu papel como prefeito. Eu tenho uma larga experiencia administrativa e tenho certeza que vou fazer tudo com muita transparecia e responsabilidade". Frisou.

Confira no vídeo abaixo o momento em que João Rodrigues foi empossado ao cargo de prefeito.

Relembre o caso
Em decisão proferida no inicio da tarde da ultima sexta-feira (06), o juiz Raphael Leite Guedes, titular da comarca de Bom Jardim, determinou o imediato afastamento de Francisco Alves de Araújo do exercício do cargo de Prefeito Municipal de Bom Jardim/MA.


Dr Francisco Arujo foi afastado do cargo de prefeito de Bom Jardim.
Segundo o procedimento administrativo instaurado pelo Ministério Público para apurar as irregularidades nos abastecimentos de veículos apresentou provas robustas da ocorrência de desvio de recursos públicos, através de contrato de fornecimento de combustível, sendo que o prefeito e o seu irmão Ayrton Alves seriam os mentores intelectuais do esquema, por meio da autorização de abastecimento de veículos particulares de vereadores, familiares e membros da sociedade local, em troca de apoio político, com dano ao erário estimado em R$ 70 mil por mês.  

Ao deferir o pedido de afastamento do prefeito, o juiz ressaltou que o gestor vem descumprindo reiteradamente o dever de prestar informações e documentos públicos ao Ministério Público nas mais diversas áreas, criando obstáculos no cumprimento das requisições e nos diversos procedimentos instaurados na Promotoria de Justiça de Bom Jardim/MA, prejudicando a instrução processual sem qualquer justificativa. “Deve ser ressaltado o perigo real de que o gestor indicado, caso permaneça no cargo, prejudique a continuidade das investigações”, frisou.

Segundo a acessória de comunicação de Francisco Araújo, o prefeito irá recorrer da decisão. Ainda segundo a acessória, o prefeito nega as acusações e alega que não teve tempo para se defender, e diz que “a população de Bom Jardim é a mais prejudicada com medidas precipitadas”. Que acreditam que “essa decisão será reparada, e o prefeito vai reassumir o mandato”. Clique aqui e confira a nota completa da assessoria do prefeito.