Anúncio de Cabeçalho

test

Estudantes indígenas de Bom Jardim participam do projeto Tour Jovem Cidadão.

Cinco jovens estudantes indígenas de Bom Jardim participam do projeto Tour Jovem Cidadão. (Foto: Divulgação).
Em sua 13ª edição em 2017, o projeto ‘Tour Jovem Cidadão’, recebeu, nesta sexta-feira (1º), mais 40 estudantes de escolas públicas do Maranhão. Dessa vez, os beneficiados, foram jovens do município de Bom jardim, que fica a 277 km de São Luís. Entre os estudantes, cinco eram jovens indígenas, que assim como os demais, tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre a cultura e a história de São Luís e do Maranhão, através de um tour por vários equipamentos históricos e culturais da capital maranhense.

Realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv) em parceria com as Secretarias de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), de Cultura e Turismo (Sectur), do Desenvolvimento Social (Sedes), Secretaria Municipal de Turismo de São Luís (Setur) e gestores municipais de juventude, o projeto tem como principal objetivo proporcionar um verdadeiro turismo educativo a estudantes da rede estadual de ensino. O projeto Tour Jovem Cidadão.

Filmes, palestras e visitas a espaços como o Palácio dos Leões, a Biblioteca Bendito Leite, além de museus e teatros, integraram o tour realizado pelos estudantes, que aproveitaram cada espaço visitado para enriquecer seus conhecimentos sobre a história e cultura de São Luís, que é considerada pelas Nações Unidas, Patrimônio Histórico da Humanidade.

Denilson Santana, da tribo Guajajaras ver sua foto em um quadro em loja da Praia Grande. (Foto: Divulgação). 
Entre os cinco jovens indígenas, estava Denilson Santana, da tribo Guajajaras. Ao entrar em uma das lojas de artesanato da Praia Grande, Denilson viu um quadro exposto e reconheceu o garoto que estampava a peça: era uma foto dele quando criança.

“Estou muito feliz de participar dessa atividade e conhecer a história e a cultura de outros povos e que outras pessoas deixaram. O que mais gostei foi quando vi a minha foto naquele quadro. Uma foto que tiraram minha e do meu irmão quando a gente era ainda pequeno. E gostei também daquela sala no museu que guardava um pouco da história dos povos indígenas de todas as tribos”, disse ele, referindo-se ao Museu de Arqueologia do Maranhão.

A secretária estadual da Juventude, Tatiana Pereira, ressaltou o caráter educativo e inclusivo do Tour Jovem Cidadão. Para Tatiana Pereira, as visitas despertam nos estudantes uma relação forte entre turismo e educação, e proporciona que todos os jovens tenham acesso aos equipamentos culturais que é de todos.

“Chegamos nessa edição a mais de 900 jovens beneficiados e, o mais importante de tudo isso, é a inclusão através da educação e da cultura, proporcionado pelo Tour Jovem Cidadão. São jovens de todas as regiões do Maranhão, hoje de forma especial tivemos jovens indígenas de Bom Jardim, o que ressalta o principal objetivo do nosso projeto, que é democratizar o acesso de todos aos bens culturais, que são públicos e, como tal, devem estar acessíveis a todos”, destacou a secretária.

Roteiro
A edição do ‘Tour Jovem Cidadão’ Bom Jardim teve início às 9h no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho (Praia Grande). Os jovens participaram de uma palestra sobre os aspectos culturais e turísticos da capital maranhense e assistiram a um filme sobre a história e cultura de São Luís e do Maranhão. Depois desse momento inicial, o grupo iniciou o roteiro de visitas no Palácio dos Leões, onde tiveram acesso a um rico acervo cultural, com relíquias da história política do estado. A segunda visita da manhã foi à Biblioteca Benedito Leite, local onde conheceram o grande acervo bibliográfico do espaço, com informações sobre técnicas de catalogação e conservação das obras mais antigas, dentre outros conhecimentos referentes ao mundo literário.

No período da tarde, os jovens visitaram ainda outros espaços; na Casa do Maranhão e na Casa de Nhozinho, fizeram uma verdadeira viagem no tempo através do acervo de objetos históricos que os dois equipamentos guardam. Já no Centro de Pesquisa e Arqueologia e no Museu de Arte Sacra, os estudantes ficaram encantados com a riqueza cultural e histórica contida em cada espaço. A quarta edição do projeto Tour Jovem Cidadão 2017 foi finalizada com uma visita à bela vista proporcionada no Espigão Costeiro, na Ponta d’Areia.

Turismo educativo
Com a edição de Coroatá, chega a mais de 900 jovens beneficiados com o turismo educativo proporcionado pelo projeto Turismo Jovem Cidadão em 2017. Até o fim do ano, serão realizadas mais 13 edições. Com 40 jovens por municípios, serão atendidos em 2017 mais de 2 mil jovens maranhenses.

Fonte: Gov. do Estado do MA.