Anúncio de Cabeçalho

test

Sampaio mostra força, desbanca o Cuiabá de virada e se firma no G4


Visitante incômodo, ousado, indigesto. O Sampaio Corrêa chegou na Arena Pantanal, meteu o pé na porta e venceu o Cuiabá por 3×1, de virada, se firmando ainda mais no G4 na Série C.

Os donos da casa até saíram na frente, mas Marlon, Isac e Felipe Marques bagunçaram a defesa cuiabana e deram mais uma vitória fora de casa para a Bolívia Querida, que, agora, terá os dois próximos no Castelão para encaminhar a sua classificação à fase decisiva do campeonato.

O duelo
Em jogo de decisão, qualquer detalhe faz a diferença, e foi assim que o Cuiabá chegou ao primeiro gol, logo aos sete minutos da etapa inicial. Falta próxima a área Tricolor. Bola aérea, gol. Os donos da casa saíram na frente.

Sem se abater, o Sampaio manteve uma postura ofensiva, e envolvia a defesa cuiabana com jogadas em velocidade. Em contra-ataque puxado por Felipe Marques, Marlon apareceu para emendar o passe e empatar a partida na Arena Pantanal.

Isac quase vira, na sequência, mas a bola passou por cima do travessão. O Tricolor buscava se impor e mantinha mais presença ofensiva, enquanto o Cuiabá tentava se recuperar do empate sofrido.

Felipe Marques ainda teve a última chance do primeiro tempo, ao entrar de frente para o gol, mas bateu rente à trave. As equipes seguiram para o vestiário com a igualdade no placar.

A etapa final foi disputada em ritmo alucinante. Em menos de 20 minutos, o Sampaio Corrêa fez dois gols e virou o marcador. Isac fez o segundo gol em um contra-ataque fulminante.

O gol da virada deixou a equipe do Cuiabá zonza, e o Tricolor aproveitou para marcar novamente, desta vez com Felipe Marques, premiado pela sua boa atuação. A Bolívia Querida mandava no jogo.

Desorientado em campo, o Cuiabá buscava um meio de se encontrar na partida, mas o Tubarão não permitia que sua cidadela fosse desestabilizada. O cronômetro acelerou para o fim e a vitória boliviana, com autoridade, foi confirmada.

O triunfo em Cuiabá fez o Sampaio somar 22 pontos e se firmar na terceira colocação. Com os dois próximos compromissos em seus domínios, é hora de a torcida boliviana encher o Castelão e empurrar a equipe rumo à classificação.