Anúncio de Cabeçalho

test

Polícia cumpre mandados de prisão contra agressores de mulheres no Maranhão

Operação foi realizada na manhã desta terça-feira (7) em São Luís. Quatro mandados de prisão contra homens foram cumpridos na capital.

Às vésperas em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher uma operação realizada pela a polícia cumpriu no início da manhã desta terça-feira (7), em São Luís, quatro mandados de prisão contra homens que fizeram as suas companheiras vítimas de violência doméstica.

A operação que está sendo coordenada pela a titular da Delegacia Especial da Mulher na capital, delegada Wanda Moura Leite, contou com o apoio de 18 agentes da Polícia Civil e 10 viaturas distribuídas entre a Delegacia de Turismo, Delegacia de Defraudações, Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, Delegacia de Costumes, Delegacia de Acidentes de Trânsito, Delegacia do Adolescente Infrator, Delegacia do bairro Maiobão, 2º Distrito Policial, 3º Distrito Policial, 8º Distrito Policial e a Polícia Interestadual do Maranhão (Polinter-MA).

Segundo a delegada Wanda, nesta manhã, a operação tem o intuito de combater a violência contra a mulher. “É uma operação da Delegacia da Mulher com o apoio da Seccional do delegado Pedro Adriano que veio com toda essa parte operacional em combate a violência contra a mulher. Amanhã a gente está comemorando o Dia Internacional da Mulher e por conta disso todas as DEMs, as Delegacias da Mulher do estado do Maranhão, estão fazendo essa operação conjunta, dando cumprimento aos mandados de prisão que existem contra agressores de mulheres”, revelou a delegada.

Ainda conforme a titular da Delegacia Especial da Mulher, é fundamental que a mulher vítima de violência doméstica denuncie o seu agressor. “A gente quer deixar claro e chamar todas as mulheres que estão em situação de violência, que estão sendo vítimas de algum crime praticado pelos seus companheiros e ex-companheiro que venham a Delegacia da Mulher, e onde não houver que procure a delegacia mais próxima e notifique essa situação de agressão que a gente tem aqui todo o aparato, toda uma equipe e agente está preparado para receber essa mulher e ajudá-la no combate a essa violência”, disse.

A delegada Wanda Moura Leite enfatiza que dentre todas as violências contra o sexo feminino a que possui a maior ocorrência na Delegacia da Mulher ainda é a ameaça seguido da injúria. “Continua sendo o tipo mais comum à ameaça e também a injúria. Na maioria das vezes acaba o relacionamento e o homem passa a injuriar a mulher, a ofendê-la moralmente. Não se conforma com a separação e passa a perseguir, a ameaçar e caso isso não seja interrompido ele parte para a agressão física que pode culminar o feminicídio, que é a morte de uma mulher”, finalizou.

Fonte: G1 MA