Ônibus da banda ‘Filhinho de Papai’ é apreendido pela PRF com documentação falsa

Além do CRV falso, foi constatado que o veículo possui duas restrições judiciais de circulação. O ônibus ainda apresentava outros problemas, como o tacógrafo vencido.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na última sexta-feira (23), um ônibus plotado de imagens da banda de forró ‘Anderson Mendonça e Filhinho de Papai’ que transitava com documentação falsa no Km 422, da BR-316, próximo do município de Peritoró.

Para a PRF, a apreensão do veículo se deu por conta de restrições judiciais, o ônibus não poderia circular. De acordo com Antônio Noberto, assessor de comunicação da PRF, para driblar a fiscalização os responsáveis inventaram um documento falso.

Quando os agentes da Polícia Rodoviária Federal consultaram a placa foi constatado que o carro possui duas restrições judiciais de circulação: Uma da Vara do Trabalho de Açailândia e outra da Vara do Trabalho de São Luís, no entanto, o motorista apresentou documentação de 2016, o que logo despertou indícios de irregularidade por parte dos policiais.

A emissão do CRV (Certificado de Registro de Veículo) apresentado não seria possível vez que a primeira restrição é do dia 25 de novembro de 2015, então o suposto proprietário não conseguiria emitir o documento atual. Quando foi verificado a documentação veio a confirmação que no papel faltavam vários elementos de segurança, portanto, configurando uma fraude.

O motorista foi levado para a delegacia por conta do CRV falso. O ônibus ainda apresentava outros problemas, como o tacógrafo também vencido. O carro foi levado para o pátio da empresa que possui contrato de guarda e manutenção com a Polícia Rodoviária na cidade de Bacabal.

Shows cancelados
O vocalista da banda, Anderson Mendonça, disse
que não sabia dos problemas do ônibus.
Naquela dia, a banda tinha um show marcado na cidade de Formosa da Serra Negra, mas diante da apreensão do veículo que levava os músicos e equipamentos, a agenda não foi cumprida.

Francisco de Assis Pereira da Silva, o Chico Band, promotor de Eventos e radialista que se elegeu vereador pelo PDT em Formosa, disse que a banda inventou uma desculpa para não honrar com o compromisso assumido de tocar no tradicional evento do município.

“Contratamos eles para o evento de tradição aqui, o ‘Formofolia’, e eles não apareceram, disseram que o ônibus tinha quebrado perto de Peritoró, só que sabemos que a Justiça do Trabalho prendeu o veículo. Nós aqui da organização do evento passamos vergonha. O povo xingou muito a gente na hora da festa, tivemos que contratar outra banda as pressas para não deixar a ‘peteca’ cair”, disse o promotor de evento que levou o ‘furo’.

A ‘Filhinho de Papai’ também possuía agenda na cidade de Bacuri. Tentamos contato com alguém da banda que pudesse falar a respeito do assunto, mas sem sucesso.















    

 
© Rádio Atrativa FM - Bom Jardim - Maranhão - Brasil - Telefone: 98 99151-2740 WhatsApp: 98 99151-2740