Anúncio de Cabeçalho

test

Aviões do Forró é alvo de operação da Polícia Federal

A Banda está sendo investigada por fraudes no imposto de renda. PF diz que esquema com Aviões do Forró sonegou R$ 500 milhões.

A banda Aviões do Forró foi alvo de uma operação da Polícia Federal feita em parceria com a Receita Federal, deflagrada nesta terça-feira (18). A ação, nomeada de "For All", investiga fraudes no imposto de renda. Foram cumpridos mandados de condução coercitiva contra Solange Almeida e Xandy Avião.

As autoridades estão examinando todos os negócios do grupo que, além da banda, administra casas de shows e agencia outros artistas. A Superintendência da Polícia Federal do Ceará apresentou os resultados parciais da operação em uma coletiva de imprensa, realizada em Fortaleza.

Foram apreendidos R$ 600 mil em dinheiro, 69 veículos e bloqueados 163 imóveis de pessoas ligadas à empresa até o momento. "As buscas ainda não estão concluídas", informou a delegada Dora Lúcia Oliveira de Souza ao "Ego".

Vocalistas da banda, Xand e Solange prestaram depoimento após a Justiça expedir mandados de condução coercitiva - quando se é obrigado a ir até a delegacia prestar depoimento: "Eles foram ouvidos, mas foram só esclarecimentos. Vale ressaltar que foi apenas um termo de declaração".

A polícia descobriu que a empresa estava fornecendo dados falsos e omitindo patrimônios nas declarações do Imposto de Renda, e deve enquadrar os culpados em crimes de lavagem de capitais, falsidade ideológica e associação criminosa.

No total, foram expedidos 32 mandados de condução coercitiva e 44 de busca e apreensão. A Justiça determinou também os bloqueios de imóveis e veículos de pessoas ligadas ao grupo. Até o momento, ninguém foi preso.