Prefeita protocola polêmica solicitação de autorização para contrair empréstimo de quase 8 milhões do BOMPREV

Má gestão de Malrinete pode levar Bom Jardim à falência. A prefeita quer contrair empréstimo que endividaria o município por 60 meses. 

A prefeita quer contrair empréstimo do fundo previdenciário que endividaria o município por 60 meses.
Foi protocolado nesta segunda-feira (20), na Câmara Municipal de Bom Jardim, um projeto do Executivo Municipal que solicita autorização do Legislativo para contratar um financiamento no valor de R$ 7.800.000,00 (sete milhões e oitocentos mil reais), do fundo do BOMPREV, Instituto de Previdência Social de Bom Jardim, para ser pago ao longo de cinco anos, em 60 parcelas que podem ultrapassar a 180 mil cada.

Malrinete pode levar Bom Jardim a falência!
Segundo o projeto, a prefeita, Malrinete Gralhada, admite ter enormes dificuldades para colocar em dias os salários atrasados de servidores, e alega que não há saldo em caixa para pagamento dos salários atrasados e que o empréstimo seria para atualizar o pagamento dos meses anteriores e mais o mês em curso.

O que a gestora não diz é que os resultados desse empréstimo poderá ter consequências futuras irreparáveis, principalmente para funcionários que pretendem uma aposentadoria, pensões, auxilio doença ou maternidade, que podem ser afetados no futuro caso a prefeitura não consiga pagar a divida. Sem falar na situação dos servidores que já estão recebendo pelo fundo previdenciário, como ficará no caso de inadimplência, ou falência?

Mas, a palavra final é dos vereadores, eles que irão analisar e votar se autorizam ou não a Prefeitura contratar um financiamento de quase 8 milhões de reais, do fundo previdenciário. Nos bastidores da casa, já se especula que o projeto se quer será votado antes do recesso, que está previsto para o próximo dia 28 de junho, data em que acontece a ultima cessão do calendário. Depois, a casa só retomará os trabalhos após o recesso, no dia 02 de agosto.

Para a vereadora Sonia Brandão o projeto é uma tremenda irresponsabilidade do executivo. “Esse projeto é um absurdo, já saquearam os cofres públicos e agora querem raspar o fundo do tacho”. Disse a parlamentar.

A vereadora Sandra do Salomão disse que o projeto requer uma análise minuciosa. “Vamos analisar muito, pois poderá causar sérios prejuízos aos servidores efetivos e comprometer o município financeiramente por longos anos”. Ressaltou.

Outros vereadores de oposição como Manim, Sinego, e Arão também já se demonstraram contra o polemico projeto. “A gestora deveria no mínimo fazer um estudo mais avançado do impacto que pode provocar ao município com a contratação deste empréstimo.” Disse uma funcionaria publica que acompanhava a Sessão da Câmara realizada nesta terça-feira (21). 

Rogério Martins, presidente do sindicato dos professores (SINPROBEM), usou seu perfil em uma rede social para se manifestar contrario ao empréstimo do fundo da Previdência Social. “O Sinprobem vem mais uma vez reiterar o posicionamento contrario a qualquer empréstimo envolvendo o BOMPREV, o sindicado de forma alguma irá aceitar atitudes de qualquer gestor que venha prejudicar a categoria.” Escreveu.















    

 
© Rádio Atrativa FM - Bom Jardim - Maranhão - Brasil - Telefone: 98 99166-7975 WhatsApp: 98 99166-7975