Anúncio de Cabeçalho

test

MPF denuncia criminalmente ex-prefeita de Bom Jardim por desvios de recursos Federais

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) ajuizou ação criminal na Justiça Federal do Maranhão contra ex-prefeita de Bom Jardim Lidiane Leite, o ex-marido Humberto Dantas dos Santos e o ex-secretário municipal de agricultura, Antônio Gomes da Silva, em decorrência da prática de crimes de desvios de recursos federais destinados à merenda escolar - recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE/2013, no montante de R$ 292.324,00 -, fraude licitatória e associação criminosa.

Em razão do caso ser sigiloso, o MPF requisitou o compartilhamento das provas para embasar futura ação de improbidade contra os denunciados, bem como solicitou o encaminhamento de cópia dos autos à Polícia Federal para instauração de novo inquérito policial para investigar outras irregularidades.

Advogados de Lidiane não comparecem e audiência com Juiz de Bom Jardim é adiada.
A ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite da Silva, citada em varias processos no período em que esteve na prefeitura, tinha ou pelo menos seus advogados deveriam comparecer a uma audiência com o Juiz, Dr. José Raul Goulart Junior na manhã de de quarta feira dia (02/12).

A audiência foi adiada porque os advogados da ex-prefeita não compareceram ao fórum, agora o Juiz de Bom Jardim, Dr. José Raul Goulart Junior deve marcar uma nova audiência. A ex-prefeita deve responder por ato de improbidade administrativa enquanto ainda era prefeita.

Lidiane Leite teve sua prisão preventiva revogada em outubro pelo juiz federal Magno Linhares, titular da 2ª Vara da Justiça Federal no Maranhão. Ela chegou a ficar 11 dias alojada em um quarto, no Quartel do Corpo de Bombeiros, em São Luis, hoje é monitorada por tornozeleira eletrônica e está proibida de deixar a capital do estado, onde fixou residência.