Anúncio de Cabeçalho

test

Polícia Federal leva "Olé" de Lidiane, e fica tonta com pistas falsas sobre o paradeiro da prefeita foragida

A procura da Polícia Federal pela prefeita afastada de Bom Jardim Lidiane Leite, nas duas últimas semanas, tem enfrentado um obstáculo: informações falsas. Lidiane Rocha está foragida desde o dia 20 de agosto. A prefeita do interior maranhense é suspeita de desvios de recursos da educação municipal e fraude à licitação que podem alcançar R$ 15 milhões.

Segundo o delegado Fabrizio Garbi, chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado, pistas foram plantadas com o objetivo de fazer a PF se perder. “Nós pegamos gente muita mais experiente em fugir, a qualquer momento ela pode ser presa”, afirma Garbi à IstoÉ.

O nome de Lidiane foi incluído no Sistema de Nacional de Procurados e Impedidos (Sinpi), da Polícia Federal. No cadastro de procurados e impedidos estão os nomes de todos os que não podem deixar o Brasil, por problemas com a Justiça, e de estrangeiros impedidos de entrar no País. O sistema é consultado por agentes em aeroportos, portos e postos de fronteira, antes da autorização policial para saída ou entrada de pessoas no País.

Quando for presa, Lidiane será levada para a carceragem da Polícia Federal em São Luís. Depois que prestar todas as informações que a PF e o Ministério Público Federal julgarem necessárias, ela deverá ser transferida para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, principal presídio do Maranhão.

Fonte: bomjardimma