Protesto pró-impeachment reúne mais de 3000 pessoas em São Luís

Manifestações percorreram parte da orla da capital pedindo a saída da presidente Dilma Rousseff do cargo.
O protesto pró-impeachment, simultâneo em algumas capitais brasileiras, também aconteceu em São Luís e reuniu mais de 3000 pessoas, segundo a estimativa da Polícia Militar do Maranhão. As manifestações percorreram parte da orla da capital, saindo da Avenida Litorânea até a Lagoa da Jansen, pedindo a saída da presidente Dilma Rousseff (PT) do cargo.

Assim que Dilma assumiu o segundo mandato, grupos descontentes com o baixo desempenho da economia brasileira e com denúncias de esquemas na Petrobrás, concluíram que Dilma tem culpa nos percalços em que o país se encontra.

O ato foi organizado pelo Movimento Brasil Livre (MBL), Caras Pintadas e Acorda Maranhão. A nível nacional, participaram ainda os grupos Acorda Brasil e Vem pra rua.
Para o médico e organizador do movimento, Allan Garcês, essa é a oportunidade de "colocar para fora do país uma quadrilha de ladrões que vem saqueando o Brasil há 12 anos". Ele completa ainda que o movimento tem força para derrubar o governo e ficou estupefato com a quantidade de pessoas presentes.

O estado do Maranhão foi o que registrou a maior votação proporcional para a reeleição da representante do PT, porém, a militância sindicalista, que protestou em defesa da democracia na última sexta-feira (13), não superou a quantidade de manifestantes neste domingo.
Ao som de músicas consideradas mártires dos protestos à época da ditadura, como Geraldo Vandré, famílias participaram do ato considerado por eles uma manifestação contra tudo que está acontecendo de errado na política.

A adolescente Andressa Nogueira, de 16 anos, veio acompanhando a mãe e disse que, além das aulas de história na escola, aprendeu com ela que a situação do país, na sua visão, não anda nada bem: "Neste ano vou tirar o título de eleitora e já sei bem em quem não devo votar para não repetir os erros do passado".

Já o estudante Marcelo Kram, de 23 anos, afirma que votou na Dilma, mas, após estes três meses de mandato, está descontente com o governo: "Votei no PT várias vezes na vida, mas agora não mais. Contudo, hoje percebi que este movimento também não congrega com o que eu penso que seja a democracia de fato. Estou descontente, mas impeachment não resolve nada", afirma.
Fonte: O Imparcial















    

 
© Rádio Atrativa FM - Bom Jardim - Maranhão - Brasil - Telefone: 98 99151-2740 WhatsApp: 98 99151-2740