Carro do 'Pirata da Litorânea' é guinchado!

Automóvel foi retirado da Avenida Litorânea nesta quarta-feira (12). Veiculo já estava estacionado na orla de São Luis há mais de três anos.

Um fusca que estava estacionado há mais de três anos na Avenida Litorânea, orla de São Luís, foi retirado do local nesta quarta-feira (12), por agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

O carro, ano 1983, foi comprado pelo proprietário – um artista de rua - há cinco anos, em Porto de Galinhas, Pernambuco. Recentemente, o veículo foi pintado com a bandeira do Brasil, uma alusão à Copa do Mundo. “Eu gastei uns R$ 500 comprando tinta, solvente, além do meu trabalho”, lamentou Antonio Carlos da Silva, mais conhecido como “Pirata da Litorânea”.

Em fevereiro do ano passado, a SMTT informou que a situação do automóvel era regular. Por isso mesmo, poderia permanecer no local. Entretanto, nesta quarta-feira, a Secretaria disse que o carro foi recolhido por não ter placa com as especificações devidas, licenciamento e documento.
.

Prefeitura atendeu a pedido do MP para remover carro da Av. Litorânea. Retirada do veículo causou protestos na internet nesta quinta-feira (13). 

Após a repercussão na internet, a Prefeitura de São Luís disse, em nota oficial emitida na manhã desta quinta-feira (13), que atendeu a uma recomendação do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) para remover o carro do artista paraibano Antonio Carlos da Silva, o Pirata da Litorânea, da Avenida Litorânea, em São Luís.

Segundo a assessoria da prefeitura, a recomendação foi feita por meio de ofício pelo promotor Cláudio Guimarães. De acordo com a nota, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior já teria determinado a apuração imediata do caso para saber se houve excessos por parte dos servidores.

Uma equipe da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) também teria sido encaminhada para fazer levantamento sobre a situação do proprietário do veículo recolhido "para assegurar a assistência que for necessária".

No Ofício n° 009/2014 encaminhado à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, o promotor Cláudio Guimarães diz que recomenda "a retirada imediata de carcaça de automóvel marca Volkswagen, modelo Fusca, pintado com desenhos da Bandeira do Brasil, localizado no estacionamento da Av. Litorânea, próximo a Praça de Alimentação, tendo em vista que este automóvel está servindo como abrigo para morador de rua", avisa.

Leia a íntegra da nota da prefeitura abaixo:
NOTA DE ESCLARECIMENTO - Retirada de veículo da Avenida Litorânea
Acerca da ação de retirada de veículo da Avenida Litorânea, a Prefeitura de São Luís esclarece que:
1.-A ação da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) atendeu recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Ofício n° 009/2014 – 2ª PJCEAP, assinado pelo Promotor de Justiça, Cláudio Alberto G. Guimarães;
2.-O prefeito Edivaldo Holanda Júnior determinou à SMTT a apuração imediata da ação realizada, na última quarta-feira, 12, na Avenida Litorânea para retirada de automóvel;
3.-A apuração apontará se houve excessos cometidos por servidores da Prefeitura. Se constatados tais excessos, serão adotadas medidas cabíveis;
4.-Uma equipe da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) fará levantamento da situação do proprietário do Fusca recolhido para assegurar a assistência que for necessária.
São Luís, 13 de fevereiro de 2014. Secretaria Municipal de Comunicação
.

Quem tiver pena que leve o carro para casa, diz promotor Cláudio Guimarães Promotor de Justiça recomendou retirada do carro do 'Pirata da Litorânea'. Remoção causou revolta nas redes sociais nesta quinta-feira (13).

O promotor de Controle Externo da Atividade Policial, Claúdio Guimarães, autor da recomendação feita à Prefeitura de São Luís para a retirada do carro do 'Pirata da Litorânea', afirmou que, como promotor de Justiça, é pago para garantir o cumprimento da Lei.

"A conta quem está pagando é só o poder público. Parece que em um espaço público qualquer ilegalidade é permitida. Quem estiver com pena dele é só mandar o endereço que a gente manda deixar o carro na porta da residência. Sem nenhum problema", ironiza Guimarães.

De acordo com o promotor, a população já ligou fazendo denúncias sobre o 'pirata'. "Não tenho confirmação ainda, mas denunciaram na promotoria que ele quebrou um banco da Litorânea e está usando a madeira para armar a rede dele. Isso é crime grave, é dano ao patrimônio público".

A retirada do carro do artista paraibano Antonio Carlos da Silva, da Avenida Litorânea, em São Luís, vem causando revolta nas redes sociais. Na manhã desta quinta-feira (13), uma postagem da página "Fórum de Bicicletas São Luís" que fala da remoção do veículo realizada pela Prefeitura de São Luís na tarde de quarta (12), já havia alcançado 437 curtidas e 599 compartilhamentos.

"O 'Pirata da Litorânea' teve o carro levado por um guincho da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), nessa quarta-feira (12), por estar em 'situação irregular' no estacionamento da Avenida Litorânea. Detalhe: no dia 20 de fevereiro do ano passado, a mesma SMTT já havia informado que a situação era regular e que, portanto, o carro poderia ficar no local. Estamos indignados com isso, esse senhor (pirata) já é um patrimônio da litorânea, tantos carros parados na ciclovia da Rei de França a SMTT nunca guinchou um carro lá, esse cara que não faz mal a ninguém e mais ainda, é alegre e prestativo com todos sofre pela ação inescrupulosa da prefeitura", diz a postagem.

Ocupação do espaço
O promotor de Justiça, Cláudio Guimarães, explicou que a ocupação do espaço público é permitida por trailers, automóveis, que não sejam fixos e com a devida autorização do poder público municipal. "Agora, pegar uma carcaça velha que já não anda, parar no espaço público, e fazer como moradia é infração de todas as regras do Código de Postura do Município", conclui.

‘Já estamos na missão’, diz Luciano Huck sobre" Pirata da Litorânea" Apresentador da TV Globo falou sobre o caso em sua página na internet. Huck disse ainda ter recebido milhares de mensagens sobre o caso.

O apresentador da Rede Globo, Luciano Huck, se manifestou na noite desta quinta-feira (13), em sua página pessoal do facebook, sobre a história do Pirata da Litorânea, após a onda de protestos e manifestações causada pela retirada do veículo do artista que estava estacionado há mais de quatro anos na Avenida Litorânea, em São Luís.

“Desde cedo recebi milhares de mensagens sobre a história do ‘Pirata da Litorânea’. Já estamos na missão. Valeu a todos pelas dicas e olhos abertos de sempre. Bjs L”, declarou o apresentador em sua página pessoal de uma rede social.

Na manhã desta quinta-feira, em entrevista ao G1, a estudante de jornalismo, Amanda Arrais, de 22 anos, contou que publicou contra a remoção da prefeitura em seu perfil pessoal e ajudou a promover a hashtag #ajudaopirata, que visava chamar a atenção do apresentador da TV Globo, para levar o carro ao quadro ‘Lata Velha’, do programa Caldeirão do Huck.

Entenda o caso
Um fusca que estava estacionado há mais de três anos na Avenida Litorânea, orla de São Luís, foi retirado do local nesta quarta-feira (12), por agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT)

O carro, ano 1983, foi comprado pelo proprietário – um artista de rua - há cinco anos, em Porto de Galinhas, Pernambuco. Recentemente, o veículo foi pintado com a bandeira do Brasil, uma alusão à Copa do Mundo. “Eu gastei uns R$ 500 comprando tinta, solvente, além do meu trabalho”, lamentou Antonio Carlos da Silva, mais conhecido como “Pirata da Litorânea”.

A Prefeitura de São Luís disse que a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) retirou o veículo, para atender a recomendação do Ministério Público do Maranhão (MP-MA). No entanto, logo após as manifestações terem tomado conta das redes sociais, a prefeitura informou, em nota, que representantes das secretarias municipais de Criança e Assistência Social (Semcas); e Turismo foram encaminhadas ao local para fazer levantamento sobre a situação do proprietário do veículo recolhido “para assegurar a assistência que for necessária”.

No fim da tarde foi distribuído outro comunicado, onde a prefeitura informou que vai providenciar a regularização de documentos pessoais para abertura de conta bancária em nome do artista e sua efetivação do benefício do aluguel social.

Em contrapartida, o promotor de Controle Externo da Atividade Policial, Claúdio Guimarães, autor da recomendação feita à Prefeitura de São Luís para a retirada do carro do 'Pirata da Litorânea', afirmou que, como promotor de Justiça, é pago para garantir o cumprimento da Lei.

"A conta quem está pagando é só o poder público. Parece que em um espaço público qualquer ilegalidade é permitida. Quem estiver com pena dele é só mandar o endereço que a gente manda deixar o carro na porta da residência. Sem nenhum problema", ironizou Guimarães.
Fonte: g1.globo.com















    

 
© Rádio Atrativa FM - Bom Jardim - Maranhão - Brasil - Telefone: 98 99151-2740 WhatsApp: 98 99151-2740