Pesquise o conteúdo do Site

'The Voice': Rafah cogita processar emissora. 'Globo assumiu erro ao me ligar'.

O participante do "The Voice Brasil" Rafah se pronunciou após ganhar uma mobilização nas redes sociais de seus fãs, que acreditam que ele tenha sido injustiçado e vítima de sabotagem após perder a batalha para Luan Douglas e deixar o reality musical. Em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", o cantor afirmou ter sido prejudicado pela produção: "Na minha opinião, um tipo de erro como esse anularia a votação".

Na última quinta-feira (1°), o músico enfrentou Luan Douglas e, em sua apresentação, a produção colocou seu número de contato na tela, mas com o nome e foto do adversário. Segundo o jovem, Creso, diretor-geral do "The Voice", programa que negou boicote, o ligou e alegou que o erro não influenciou no resultado da votação e em sua eliminação: "Me ligou para dizer que não poderiam me dar uma nova chance. Para mim, a Globo assumiu o erro quando me ligou", acrescentou.

Rafah também contou que foi prejudicado pelas campanhas feitas pelo concorrente na web. "A produção disse que era proibido divulgar o dia em que a gente ia participar da disputa para que não houvesse mobilização de fãs. Eu segui à risca a recomendação - e olha que eu tenho uma rede social muito forte. Toquei no Rock in Rio em 2011 porque venci um concurso feito pela internet. O Luan fez campanha com banner e tudo. Está tudo lá no Instagram dele!", continuou o rapaz.

'The Voice': Rafah cogita processar emissora.
'Globo assumiu erro ao me ligar'.
"A Globo está de olho nas redes sociais. A produção mandou eu retirar uma postagem sobre o lançamento de um clipe meu, que não tinha nada a ver com a competição. Se eles estão tão ligados nas redes sociais, por que não puniram o Luan?", acrescentou Rafah.

Ainda na conversa, o jovem disse que ainda não decidiu se irá mover uma ação na Justiça contra a emissora. "Vou me reunir com meu advogado e meus investidores para decidir. Eu não resolvo nada sozinho", explicou ele, à espera de uma nova chance de voltar ao reality. A TV Globo emitiu um comunicado dizendo que "a questão está sendo avaliada".

Chapecoense é declarada campeã da Copa Sul-Americana 2016

Time catarinense está garantido na Libertadores do ano que vem e reforça os cofres em US$ 4,8 milhões.

A Conmebol oficializou nesta segunda-feira (05) a Chapecoense como campeã da edição da Copa Sul-Americana. A decisão foi tomada após reunião virtual do Conselho da entidade. A entidade também outorgou ao Atlético Nacional o prêmio Centenário Conmebol Fair Play.

Pelo título da Copa Sul-Americana, o time catarinense receberá prêmio de US$ 2 milhões. Como campeã, a Chapecoense garantiu vaga na Recopa Sul-Americana em 2017, em data ainda a ser definida, enfrentando o campeão da Libertadores - justamente o Atlético Nacional, que seria o adversário na final da Sul-Americana. A vaga na final da Recopa rende ao time mais US$ 1 milhão.

O título da Sul-Americana também garantiu lugar na fase de grupos da Libertadores de 2017, o que renderá ao menos US$ 1,8 milhão aos cofres do clube - US$ 600 mil por cada jogo como mandante.

Acidente aéreo
O avião que transportava a delegação da Chapecoense para a Colômbia, onde seria disputada a primeira partida da final da Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, em Medellín, caiu na madrugada de terça-feira (29), causando a morte de 71 pessoas, entre jogadores, dirigentes e jornalistas.

Ônibus com Cantora Luana Magalhães vai parar fora de rodovia após perder controle na pista molhada.

Em  plena ascensão na carreira a cantora bacabalense Luana Magalhães tem uma agenda repleta de compromissos, com shows no Maranhão e em diversos outros estados, como no Tocantins, para onde seguia nesta sexta-feira (2) acompanhada com integrantes da banda e da produção.

Ainda pela manhã chovia muito e em determinado trecho da viagem o ônibus acabou rodando ao deslizar na pista molhada, indo parar na margem da rodovia. Felizmente, a cantora e sua equipe nada sofreram, além do enorme surto.

Segundo o empresário da cantora, o asfalto novo e a pista molhada contribuíram para que o acidente acontecesse. O ônibus estava a 100 km por hora quando balançou, o motorista perdeu o controle percorrendo cerca de 200 metros girando e indo de encontro a duas carretas.

O motorista da primeira carreta saiu da pista para que o ônibus não se chocasse com ele. O condutor do ônibus conseguiu controlar um pouco a situação evitando que descesse a ribanceira. “Deus que pós a mão e livrou a gente de uma tragédia” Disse o empresário e Marido da cantora.

O ônibus tinha como destino a cidade de Eldorado dos Carajás, aonde Luana Magalhães realizaria um show, o acidente aconteceu entre as cidades de Grajaú e Estreito.

Nas redes sociais Luana Magalhães publicou fotos e um vídeo e também agradeceu a Deus por nada de grave ter ocorrido. Os fãs desejaram boa sorte e mais sucesso à cantora bacabalense que, recentemente, esteve mostrando seu talento para todo o Brasil, no Programa Raul Gil, no SBT.

Há pouco mais de um ano, mas precisamente em novembro do ano passado, a cantora também esteve na cidade de Bom Jardim, onde fez uma apresentação na casa de shows Espaço do Forró, e a bacabalense deixou por aqui centenas de fãs.

Preservação da Floresta Amazônica no MA é tema de reunião em Bom Jardim

A preservação do que ainda resta da Floresta Amazônica no Maranhão, foi tema de uma reunião realizada na terra indígena Caru, em Bom Jardim.

O ano em que o desmatamento avançou em quase 30% na Amazônia termina com índios maranhenses cada vez mais preocupados com o que os resta de floresta, essa preocupação foi o motivo da convocação de uma reunião na terra indígena Caru, no município de Bom Jardim, foram convocados representantes da Policia Federal, Ibama, Funai, e o Instituto Chico Mendes.

A reunião foi liderada pelos índios Guajajaras das terras indígenas Caru e Pindaré, participaram também índios Awá-Guajá da terra indígena Awá e Ka'apor da terra indígena Alto Turiaçu. Todos esses índios vivem em uma grande floresta formada por três territórios indígenas e a Reserva Biológica do Gurupi.

Na terra indígena Caru são 172 mil hectares de floresta, que eles se esforçam para preservar, a área é constantemente invadida por madeireiros e caçadores.

“É necessário mais apoio dos órgãos federais, e mostrar para o estado qual a importância de preservarmos a nossa natureza, nós preservamos sim, a nossa luta é exatamente essa, preservar nosso território, e para isso a gente procurou se organizar junto às outras etnias, nisto está o futuro da nossa terra, se nós indígenas não colocarmos para proteger, desaparece tudo.” Disse o Cacique da Aldeia Maçaranduba, Antonio Wilson Guajajara.

Os índios desconfiam que tenham sido os invasores que causaram o incêndio que destruiu grande parte da mata, há exatamente um ano, na terra indígena Caru. O fogo só foi apagado quando começou a chover no inicio de janeiro.

Para se proteger, os índios se organizaram e criaram um grupo de guardiões da floresta que patrulha a área indígena, também foi criado o conselho das mulheres indígenas.

“O que a gente está fazendo hoje são palestras educativas em torno da nossa terra indígena, também conscientizando o que é o trabalho dos guardiões e o que é o trabalho dos conselhos, e orientando também para a preservação do meio ambiente”. Disse a Conselheira Macilene Guajajara ressaltando a importaria da mobilização.

Depois do incêndio a parceria dos índios com o Ibama ficou mais forte, agora existe em Santa Inês uma base do PrevFogo (Programa de Prevenção ao Fogo) executado por índios contratados pelo órgão.

“É fundamental que os índios que estão dentro da terra indígena, que são os moradores da terra, que eles façam esse tipo de ação de vigilância e monitoramento. Porque eles têm mais facilidade para dizer onde é que estão os problemas, de onde vêm as evasões. Às vezes é muito mais fácil pra eles do que propriamente para o órgão de fiscalização que tem de fazer grandes operações com custos muito elevados. Então eles tendo essa ajuda nesse monitoramento, essa vigilância interna das comunidades, dos povos indígenas tem ajudado muito.” Disse a Técnica-administrativa do Ibama, Rosana Carvalhal.

Para que a mobilização das comunidades tenha ainda mais força os índios resolveram pedir o apoio às autoridades.

“O crime mais comum aqui é o desmatamento e a casca ilegal. As reuniões indígenas trazem alguns pontos principais, como de onde os madeireiros estão extraindo madeira e com base nessas informações iniciam-se investigações pra apurar quem são os responsáveis, pra onde vai essa madeira ilegalmente extraída.” Disse o Delegado de Meio Ambiente da Policia Federal, Júlio Sombra.

Chapecoense afirma que velório coletivo na Arena Condá será no sábado (3)

Informação foi dada pelo presidente em exercício do clube, Ivan Tozzo. Ainda não há um número oficial de corpos a serem velados no estádio.

O presidente em exercício da Chapecoense, Ivan Tozzo, informou que o velório de vítimas da tragédia com o voo da delegação do clube vai ocorrer na manhã de sábado. Ainda não há um número oficial de corpos a serem velados na Arena Condá, em Chapecó (veja vídeo acima). A expectativa, pela manhã, era de que pelo menos 51 vítimas sejam veladas no estádio.

Tozzo recebeu por telefone a nova previsão de chegada dos aviões da Força Aérea Brasileira na tarde desta quinta-feira. Eles devem pousar em Chapecó entre meia-noite e seis da manhã de sábado. Serão 12 horas de voo, segundo o embaixador do Brasil na Colômbia.

"Pela informação que recebi, os corpos vão chegar na madrugada de sábado. Então, provavelmente, o cerimonial será feito no sábado pela manhã. Pelo que recebi em um telefonema agora, entre meia noite e seis da manhã de sábado os corpos vão chegar. Os corpos foram todos identificados, estão na funerária passando pelo embalsamamento e vão chegar aqui nesse horário", afirmou Tozzo.

Pelo menos dois dos 20 profissionais da imprensa que morreram no desastre não serão velados na Arena Condá.

O cerimonial será feito pelo governo do estado. A banda da Polícia Militar executará o hino da Chapecoense, informou o comando-geral.

Traslado para o Brasil
Todos os 71 mortos na queda do avião da Chapecoense foram identificados no Instituto Médico Legal de Medellín.


Com a identificação, os corpos das vítimas brasileiras passam agora por tratamento para o transporte até o Brasil. Uma força-tarefa com funcionários da Embaixada brasileira em Bogotá e do Itamaraty está na Colômbia para ajudar as famílias nos trâmites burocráticos.

“Apesar de todos os esforços na liberação dos corpos, ao todo 71, está havendo um pequeno atraso nos serviços de embalsamento. Esse procedimento, em cada cadáver, necessita de três horas para ficar pronto”, informou o secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira, que está em Medellín.

Outro fator é o trânsito na cidade colombiana. que dificulta no transporte dos corpos em determinados horários. “São cinco milhões de habitantes e um trânsito caótico. O deslocamento de 71 carros funerários dentro da cidade deve ser muito demorado”, disse o secretário. Além de brasileiros, há entre os mortos cinco bolivianos, um paraguaio e um venezuelano.

Técnicos da Polícia Federal brasileira levaram a Medellín os dados biométricos das vítimas. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, também está na cidade para participar da liberação dos corpos das vítimas da tragédia. Ele é uma das quatro pessoas que estava na lista do voo, mas que não embarcaram.

Confira os melhores momentos do “Apaixona Bom Jardim” com Encantus e Desejo de Menina

Em rede social Encantus agradece o carinho dos bomjardinenses (Foto divulgação Banda Encantos).
Romantismo foi o tema da noite de sexta-feira (02) em Bom Jardim, pois o Espaço do Forró recebeu duas grandes atrações, Banda Encantus e Banda Desejo de Menina, estruturas de som e luz no Apaixona Bom Jardim. O evento realizado por Marcos e Neiva Eventos foi marcado principalmente pelos sucessos consagrados no meio do forró romântico.

A Banda Encantus foi a primeira a subir ao palco, com um som diferenciado da maioria por fazer um forró mais romântico e melodioso, a banda realmente encantou e mostrou a que veio. A Desejo de Menina fechou a noite com uma apresentação impecável, com um repertório composto por músicas próprias e cheias de sentimento contagiaram o público, que cantaram em coro a maioria das canções.

Os melhores momentos ficaram registrados nas imagens feitas por Paulo Montel, aproveite e confira:

Obs. Clique na miniatura para ampliar a foto.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
© Rádio Atrativa FM - Bom Jardim - Maranhão - Brasil - Telefone: 98 3664-2775 WhatsApp: 98 99151-2740